29/01/2016

EMAp participa de desafio promovido por Harvard

Entre os dias 10 e 19 de janeiro, a Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getulio Vargas (EMAp) participou da Harvard-MobiLab Experience, organizada pela Harvard John A. Paulson School of Engineering and Applied Sciences, pela MobiLab- Laboratório de Mobilidade da Secretaria Municipal da cidade de São Paulo e pela Harvard University David Rockfeller Center for Latin Americas Studies, com apoio do governo de São Paulo.

Durante os 10 dias do programa, alunos de Harvard, da Universidade de São Paulo (USP), do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper) e da EMAp tiveram suas habilidades e criatividade postas à prova, trabalhando com dados reais disponibilizados pela MobiLab.

Com tempo limitado e diante de um grande problema – mobilidade urbana de São Paulo – os participantes foram divididos em quatro grupos, cada um com um problema distinto. O desafio era identificar soluções inovadoras para melhorar a qualidade de vida urbana da cidade.

“A participação no programa foi uma oportunidade realmente relevante para a formação pessoal e profissional de nossos alunos. Através das atividades, eles puderam literalmente ‘co-laborar’ com outros estudantes, aplicando em casos reais o conhecimento adquirido no nosso curso. Além disso, puderam estabelecer contatos para colaborações futuras, aumentando o leque de opções profissionais para uma futura inserção no mercado de trabalho”, afirmou Antonio Branco, professor da EMAp.

Um dos cinco alunos representantes da EMAp, Fernanda da Cunha Duarte ressaltou a rica experiência do projeto. “Por conta do laboratório, tomei conhecimento sobre a situação atual do transporte público em São Paulo e a todo instante era possível fazer paralelos com o que vivo no Rio de Janeiro diariamente. A proposta era criar ideias para melhoria da qualidade dos transportes públicos, tanto em relação ao serviço quanto à infraestrutura. Para isso, fomos levados às ruas da cidade para andar a pé e utilizar transportes públicos, o que foi fundamental para enxergarmos na prática as dificuldades existentes”, disse.

A aluna também ressaltou a oportunidade de aplicar o aprendizado adquirido em seu dia a dia de trabalho, na Diretoria de Políticas Públicas da FGV (DAPP). “Tendo em vista que a missão da DAPP é ‘formular soluções inovadoras para a compreensão das políticas públicas e promover o diálogo qualificado entre estado e sociedade’, o que aprendi com a experiência tem grande importância, pois acredito que compreender a questão da mobilidade urbana como um fator estruturador de uma cidade mais justa é imprescindível para qualquer política pública ligada ao território”, completou.

Para saber mais sobre o programa, acesse o site: http://brazil.drclas.harvard.edu