Processo Seletivo para cargo de Diretor

A Escola de Matemática Aplicada da FGV (FGV-EMAp) abre processo seletivo para escolha de novo diretor(a)

O processo será conduzido por uma comissão designada 
especialmente para esse objetivo

 

A Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getulio Vargas (FGV EMAp) abriu processo seletivo para a escolha de novo diretor(a), que substituirá a professora Maria Izabel Tavares Camacho, há 7 anos conduzindo a Escola. 

O processo, com previsão para terminar em Maio de 2018, será conduzido por comissão especialmente formada para esse fim, composta por cinco integrantes, que terá a incumbência de examinar currículos, identificar e entrevistar potenciais candidatos, receber indicações e utilizar de outros meios necessários para o processo. 

 
QUALIFICAÇÕES
 

Os candidatos à vaga deverão apresentar as seguintes qualificações:

  • Formação acadêmica em Matemática ou áreas afins;
  • Doutoramento;
  • Produção acadêmica;
  • Atuação profissional reconhecida positivamente pela comunidade matemática;
  • Experiência anterior em gestão acadêmica.

 

ATRIBUIÇÕES
 

O novo diretor será responsável por, entre outras atribuições:

  • Decidir sobre a contratação e dispensa de professores;
  • Designar coordenadores para a gestão administrativa e acadêmica;
  • Prestar assistência à FGV para obtenção de recursos para a EMAp e supervisionar a aplicação desses recursos;
  • Decidir sobre as propostas e resoluções dos regimentos internos da Escola;
  • Supervisionar, superintender, dirigir e coordenar todas as atividades da Escola;
  • Representar a Escola em atos públicos e perante outras instituições públicas e particulares e junto aos órgãos da FGV;
  • Coordenar e propor o orçamento anual à Direção Superior da FGV e responsabilizar-se pela sua execução.

 

REMUNERAÇÃO
 

O novo diretor da FGV EMAp contará com remuneração compatível com a importância do cargo.

 

PRÉ-REQUISITOS
 
  • Não ter sido dispensado de suas funções pela FGV;
  • Ser Brasileiro nato ou naturalizado;
  • Ter disponibilidade para iniciar as atividades em Maio de 2018.

 

APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS
 

1ª Etapa:

2ª Etapa (apenas para os aprovados na 1ª etapa):

  • Elaboração de Projeto de Gestão:

Texto com no mínimo 3 páginas e no máximo 5, contendo:

(i) análise crítica da Escola e do status da educação matemática no Brasil e no exterior;

(ii) propostas de aperfeiçoamento enfocando:

a) a inovação;

b) seu gerenciamento; e

c) a excelência acadêmica, no horizonte de médio e longo prazo.

Oportunamente, aos candidatos aprovados na primeira fase, serão enviados documentos que podem auxiliar na elaboração do Projeto de Gestão.

 

CRONOGRAMA
 

20/01/2018 à 23/03/2018 – envio dos currículos
26/03/2018 à 30/03/2018 – análise dos currículos e seleção dos candidatos aprovados para a 2ª etapa
30/03/2018 à 20/04/2018 – envio do projeto de gestão pelos candidatos selecionados
23/04/2018 à 14/05/2018 – análise dos projetos e entrevistas com os candidatos selecionados

 

A ESCOLA DE MATEMÁTICA APLICADA​ (FGV EMAp)
 

A Escola de Matemática Aplicada (EMAp) da Fundação Getulio Vargas (FGV) foi criada em julho de 2011 com a missão de atuar na aquisição e repasse de conhecimento científico e tecnológico de base matemática que possa ser aplicado principalmente nas áreas relacionadas a ciências humanas e sociais. Faz parte dessa missão o desenvolvimento da pesquisa em Matemática Aplicada e a formação de novos quadros de profissionais capacitados para enfrentar esses desafios.

A EMAp criou ainda em 2011, o Curso de Graduação em Matemática Aplicada, o qual conta atualmente com 49 alunos matriculados e 21 alunos formados, no mesmo ano o Mestrado em Modelagem Matemática conta com 26 alunos matriculados e já formou 35 mestres.

Corpo Docente

Atualmente o corpo docente da Escola é composto por professores contratados em regime tempo integral e parcial. Os professores também são responsáveis pelas disciplinas de matemática oferecidas nas graduações de Economia (EPGE) e Administração (EBAPE).

A Pesquisa em Matemática Aplicada

Nos últimos anos a Escola tem visto crescer sua demanda oriunda de instituições nacionais e internacionais e de empresas de setores chaves da economia como Petrobrás, Bancos de Investimentos, Institutos de Pesquisa, etc. Isto tem provocado a realização de convênios e parcerias com essas instituições. A isto somam-se as iniciativas individuais de seus pesquisadores os quais têm tido a oportunidade de desenvolver trabalhos em diversas áreas em matemática aplicada.

A pesquisa em Matemática Aplicada na FGV/EMAp é desenvolvida conforme as linhas relacionadas a seguir:

 

A Graduação em Matemática Aplicada

Atenta à crescente demanda no mercado de trabalho por profissionais capazes de utilizar técnicas matemáticas e modelos computacionais cada vez mais sofisticados, a EMAp prepara seus alunos a atuarem em setores estratégicos de organizações, além de capacitá-los para pesquisas acadêmicas e consultoria. A Escola de Matemática Aplicada da FGV conta com um quadro de professores de formação diversificada: Matemática, Engenharia, Ciências da Computação, Biologia, dentre outras áreas. Essa diversidade para o curso de graduação é muito pertinente e enriquecedora no que diz respeito à versatilidade de contextos e de aplicações. O profissional formado pela EMAp pode aplicar técnicas de essência matemática informacional e computacional em atividades tão diversas como mercado financeiro, combate ao crime, mapeamento de tendências socioeconômicas e compreensão das dinâmicas de propagação de doenças infectocontagiosas, contribuindo, por exemplo, com organizações públicas e privadas em seus setores de monitoramento ambiental, análise de cenários, planejamento estratégico, gerenciamento de riscos.

O curso de graduação Bacharelado em Matemática Aplicada iniciou suas atividades em 2012 e apresenta carga horária total de 2620 horas e previsão de integralização em um mínimo de 7,0 (sete) semestres e máximo de 12 (doze) semestres, contemplando todas as atividades teóricas, práticas, complementares, estágio curricular supervisionado (não obrigatório) e trabalho de conclusão de curso

(TCC). As disciplinas e atividades, com cargas horárias definidas em cada semestre letivo, são distribuídas em dois Ciclos que se complementam: a) o Ciclo Básico, estruturado para os quatro semestres letivos iniciais, destina-se a proporcionar aos alunos uma sólida preparação básica, tornando-os aptos a dar continuidade à sua formação profissional. b) o Ciclo Profissional, estruturado para os quatro semestres letivos finais, destina-se a formar e habilitar o profissional em Matemática Aplicada, capacitando-o para o correspondente exercício profissional e para o prosseguimento de seus estudos.

O curso busca ainda, incentivar nos alunos uma visão empreendedora de sua profissão, mostrando possibilidades e caminhos para a criação de novos espaços de atuação profissional. Para isso, utiliza a própria estrutura da FGV como fonte de experimentos, estágios e pesquisas para os graduandos, ao mesmo tempo que incentiva fortemente os alunos a buscarem também opções em outros centros de excelência no Rio de Janeiro.