Aprendizado de Máquina: Estado atual, tendências e aspectos sociais

Quem: 

Andre Ponce de Leon F. de Carvalho

Onde: 

Praia de Botafogo, 190 - sala 537

Quando: 

10 de Maio de 2018 às 16h

Nas últimas décadas houve um grande crescimento de interesse em análise de dados e da extração de conhecimento novo e relevante. Atualmente, é difícil imaginar uma área de conhecimento que não se beneficie ou possa se beneficiar da análise de dados por técnicas de Inteligência Artificial, particularmente Aprendizado de Máquina. Nesta palestra, os principais aspectos de Aprendizado de Máquina serão abordados, assim como algumas de suas principais aplicações. Várias dessas aplicações trazem não só benefícios econômicos, mas também sociais. Com o crescente uso de Aprendizado de Máquina, cresce também a preocupação com o bom uso de suas técnicas. Preocupações como transparência, privacidade e respeito a legislação precisam ser enfrentadas e serão abordadas na palestra.

*Texto informado pelo autor. 

Palestrante: 

Andre Ponce de Leon F. de Carvalho é Professor titular do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação, Departamento de Ciências de Computação, da Universidade de São Paulo (USP), campus São Carlos e bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A do CNPq. Possui graduação (1987) e mestrado em Ciências da Computação (1990) pela Universidade Federal de Pernambuco, e doutorado em Electronic Engineering pela University of Kent (1994). Seus principais interesses de pesquisa são Aprendizado de Máquina, Mineração de Dados e Ciência de Dados, com aplicações em várias áreas. Avalia projetos para agências de fomento a pesquisa nacionais, CAPES, CNPq, FAPESP, FACEPE, FAPEMIG e Fundação Serrapilheira, e internacionais, NSERC (Canada), The Leverhulme Trust (Reino Unido), EPSRC Reino Unido), GACR (República Checa), CONICYT (Chile) e Reprise-Itália. É vice-diretor do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas a Industria da USP. É membro da Rede Ciência para Educação (CpE) e do comitê diretivo do capítulo da América Latina e do Caribe da International Network for Government Science Advice (INGSA).