13/11/2020

Pesquisadores da EMAp criam método que prevê frequência de efeitos colaterais em medicamentos

Método computacional prevê a frequência de efeitos colaterais provocados por medicamentos em desenvolvimento

Em parceria com cientistas das universidades Stanford e Yale, os pesquisadores Alberto Paccanaro e Diego Galeano da Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getúlio Vargas (FGV EMAp) criaram um método computacional para prever a frequência de efeitos colaterais provocados por medicamentos em desenvolvimento.

 Saiba mais sobre o estudo inédito aqui.