Segundo Boletim de Epidemiologia Matemática da FGV EMAp

A importância dos testes e do distanciamento social para controlar a epidemia de COVID-19 no Brasil

Profa. Maria Soledad Aronna

Nesta edição do boletim, apresentamos um modelo matemático para avaliar o efeito do distanciamento social (isolamento, confinamento ou lockdown), e da testagem de casos suspeitos assintomáticos na epidemia de COVID-19. As simulações indicam que o nível de distanciamento social e a taxa de testes entre casos assintomáticos são determinantes na evolução da epidemia. Em particular, se o país continuar com as taxas atuais, a COVID-19 poderia atingir mais de 45 milhões de pessoas causando acima de 800.000 mortes. Porém, reforçando o isolamento social e aumentando a taxa de testagem entre casos suspeitos sem sintomas (isto é, pessoas que tiveram contato com casos confirmados mas que não aparentar estar doentes), é possível diminuir mais de 90% os contágios e as mortes nos próximos meses.

Veja o restante do boletim e os detalhes da modelagem no link:

 Boletim (PDF)